ONCE

domingo, 9 de setembro de 2007

PEIXES DO SÃO FRANCISCO II




Um dos motivos mais difíceis de ilustrar são os peixes. Primeiro que eles vivem em outro ambiente e se retirados da água perdem uma série de características importantes para o detalhamento das espécies, como disposição das nadadeiras. A cor também varia muito e principalmente o olhar. Quem não conhece a expressão "olho de peixe morto"? A grande maioria das espécies ilustradas para o Guia da CEMIG foi colocada em aquário e analizada nos mínimos detalhes. Alguns dias foram gastos entre a captura do indivíduo e a coleta dos dados, esboços, fotografias, etc. Todo o trabalho foi acompanhado meticulosamente pela equipe técnica (composta por cientistas especializados) que descreveu cada uma das espécies para o mesmo guia. Alguns dos trabalhos tiveram pequenas modificações e acertos mas no resultado a harmonia entre arte e ciência deve prevalecer.

6 comentários:

Danilo disse...

Olá, sou também ilustrador, curti muito o seu trabalho e coloquei um link pro seu blog no meu meu blog, o Vida de Quadrinhista (http://danilhq.blogspot.com), na sessão de "Amigos". Ficarei grato se você quiser e puder retribuir, colocando um link pro meu blog no seu. Um abraço

Alja disse...

Ei Fiote
seu blog ficou lindo!!!!!!!!Adorei o patinho! Parabéns! Beijo

rodrigo disse...

Fala grande fiote! Cara esta tua têcnica de lápis de côr aquarelado ficou impressionante, realmente eu estou muinto interessado em começar a fazer meus ensaios com meus lápis aquarelados aqui em casa, nunca tinha visto um trabalho com tal material que tenha ficado incrível como o seu, por favor quando o curso lá na FUNDEP começar me manda um e-mail que com certeza eu vou fazer.
email: rodras76@gmail.com

Abração

Rodrigo Clemente

rodrigo disse...

Fiote me passa seu e-mail.

Abraço

Rodrigo Clemente

greds disse...

muito bom este blog, procurei demais informações sobre o cangati, tenho um em meu aquário, o desenho ficou muito bom, você sabe onde consigo informações sobre ele?

ghenriques@gmail.com

HERMES PERDIGÃO disse...

Este guia da CEMIG, onde que a gente consegue? hermesperdigao@hotmail.com